Ser feliz é imoral.



Ser feliz é possível, mas imoral.

Explicarei. 

É tão comum ouvir dizer por aí que o sentido da vida é ser feliz, mas quem disse isso? Onde está escrito e quem escreveu? Se a resposta para a pergunta do sentido da vida fosse tão óbvia, por que não nos contentamos com ela? Por que ainda procuraríamos um sentido para a vida se já sabemos que a resposta é “ser feliz”? Mas não! O sentido da vida não é ser feliz porque ser feliz é imoral! Estar feliz é uma coisa, ser feliz é outra. Quem está feliz tem seus momentos de felicidade e seus momentos de tristeza. Quem é feliz vive em constante alegria. 

Digo que ser feliz é imoral porque para estar em constante alegria e regozijo é preciso não sofrer e estar sempre satisfeito, e só não sofre quem fecha os olhos à desgraça e ao sofrimento, e só está sempre satisfeito quem nunca se nega nada, mas quem nunca se nega nada vira devasso. 

Há apenas duas maneiras de ser feliz: ou se faz de conta que o sofrimento não existe, mas isso faria de você uma pessoa egoísta e  insensível, ou se reconhece o sofrimento mas se fecha os olhos e tapa os ouvidos para ele não incomodá-lo, assim se tornando uma pessoa fria e incompassiva. De outra maneira não é possível ser feliz. Por exemplo: Para um paulista ser feliz ele tem que fazer de conta que não vê o mendigo dormindo na calçada ou vê-lo mas não sentir compaixão,  de outra maneira ele não poderá ser feliz. Portanto buscar a felicidade como objetivo de vida é imoral. Infelizmente, nesse mundo, o conforto de um geralmente é às custas do sofrimento do outro. Por isso digo que o certo é estar feliz, e não ser feliz. 

Perceba que o cristão não é feliz, ele chora – ou pelo menos deveria – mais do que os outros. Ele chora pela miséria de ser imperfeito e ainda desejar o erro; ele chora pela injustiça, pelo sofrimento, etc. A felicidade plena do cristão é para a outra vida. Nessa vida é possível estar feliz, mas não ser feliz. Somos chamados a chorar com quem chora e compartilhar das dores de quem sofre, mas quem chora sem sentir dor é falso, quem ora sem se importar não sabe o que pede e quem não sofre não pode consolar. 

1.      1- O cristão é convocado a chorar, sofrer com os outros e se sacrificar.
2.      2- O que chora, sofre e se sacrifica não pode ser feliz.  
3.      3- Logo, quem é cristão não pode ser feliz. 

Quem busca ser feliz busca não chorar nem sofrer mais, aliás, essa é a promessa de vida eterna que Deus nos fez: morar num lugar onde não haverá mais choro nem sofrimento. Mas Deus mesmo nos manda chorar e sofrer com os irmãos. Então como pode o cristão buscar felicidade plena aqui na terra? Isso seria imoral. Então repito, podemos estar feliz, mas ser feliz, aqui na terra, nunca.  

Infelizmente sei de igrejas que pregam a felicidade como objetivo de conversão (mais que gentinha egoísta, seus adoradores do prazer!) Lembre-se de que Paulo escreveu que “nos últimos dias [sobreviriam] tempos terríveis .Os homens [seriam] egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder.”, 2 Timóteo 3, 1-5.   

Se o seu pastor disser que Deus quer te fazer feliz, não acredite nele. Deus não quer te fazer feliz, e sim te redimir. Deus não é um grego hedonista . Encontrar-se com Deus é ter um encontro com a felicidade, disse um teólogo, mas estar nesse mundo é sofrer, então quem se encontra com Ele se alegra e sofre, se alegra apesar de sofrer, se alegra no sofrimento e se alegra porque sofre. O cristão deve amadurecer e entender que o sentido da vida não é ser feliz, e sim conhecer a Deus. Isso é fácil de entender mas difícil de aceitar. As pessoas preferem acreditar que Deus não vê a hora de nos encher de bênçãos e felicidade, mas não creio nisso, creio que Deus não vê a hora de que nós paremos de pecar e comecemos a praticar a caridade para que Ele possa habitar em nós e nos preparar para o dia da morte. 

Não é verdade que ao decorrer do livro de Jó lemos ele indagando “se Deus me deu felicidade, não seria certo Ele também me dar tristeza?”, não está escrito que Deus nos prova? Somos chamados ao exemplo de Jesus, e Jesus não sofreu? Jesus não pregou felicidade terrena, Ele pregou esperança de felicidade eterna - e esperança só é possível no meio à imperfeição, num mundo perfeito não precisaríamos ter esperança em nada -, mas por enquanto, é bom que tenhamos momentos de alegria e satisfação, e moral que tenhamos momentos de tristeza e depressão. 

Cristão não é bobo alegra. Cristão que dá risada o tempo todo deve ser daqueles que não sabe o que é a vida nem o cristianismo. Há momentos que temos de chorar. E não só chorar, mas também sentir a dor do outro para ajudá-lo a carregá-la e, assim, curá-lo. Mas creio que nunca ouvi uma pregação dizendo o seguinte: Irmãos, é preciso que choremos hoje! Que gastemos dias nos angustiando a alma e sofrendo com aqueles que sofrem. Mas não, é sempre aquele mesmo esterco motivacional: Você é vitorioso! Você tem o direito de ser feliz! Declare a sua vitória e a sua felicidade! Eu gostaria de correr até a frente e quebrar os dentes de um mundano que diz isso –mas isso seria pecado, e pecar é pecado. 

Se você quer ser feliz, não busque a Deus, pois Deus certamente o afligirá com fardos de sofrimento e pedirá a você em várias ocasiões a sacrificar o seu prazer e dar espaço ao sofrimento.  Se você quiser ser feliz nesse mundo, busque satanás, ele fará com que você não se importe mais com o sofrimento e finalmente possa ser feliz. 

Guilherme Adriano

Comentários

talitaraissalima disse…
Acho que você iria gostar de uma ministração chamada batizados na angustia, se nao me engano, de David Wilkerson, tem no youtube.
A PAZ
Elaine Sabel disse…
Vemos que tornou-se mais fácil fechar os olhos para as desgraças do mundo, para o sofrimento do próximo. É mais simples preocupar-se com seu próprio nariz, não olhar para o lado e ver a miséria,o sofrimento, todos os problemas que afligem as pessoas desse mundo.
Gostei muito do seu jeito de tratar desse assunto.

Que Deus o abençoe.