--"Deus ama os homossexuais?"


[Update 09/09/15: o texto não reflete mais por completo meu pensamento a esse respeito. Decidi deixá-lo como amostra de evolução de pensamento.]

Recentemente me perguntaram se Deus ama os homossexuais. Ora, é claro que sim! Ele mesmo disse que ama a todos, de homicidas, mentirosos a pedófilos: Deus ama a todos os seres humanos, está Escrito “Deus amou o mundo de tal maneira...”, portanto se você estiver nesse mundo, estará incluído nesse amor.
Também está escrito “Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.”
Deus ama a todos os seres humanos. Agora o que temos de fazer é entender o que significa esse amor. Está claro nas Escrituras que o amor de Deus se manifestou em Jesus Cristo, Seu Filho. Como? Pelo fato de que Ele, Deus, veio atrás de nós para nos salvar quando não estávamos procurando salvação, “Fui achado pelos que não me procuravam, revelei-me aos que não perguntavam por mim. Todo o dia estendi as mãos a um povo rebelde e contradizente” – Isaías. Ele ofereceu reconciliação a quem só queria guerra; ofereceu cura para quem queria ficar doente; amizade àqueles que se declararam inimigos; purificação e transformação a profanos e obstinados.
--
Deus ama a todos? Sim claro. Deus ama o homossexual? Ama, claro que ama.
Deus ama o homicida? Ama.
Ama o mentiroso? Também.
Deus ama o que o mentiroso faz? Não.
Ama o que o homicida faz? Certamente não!
Deus ama os seres humanos, e não o que eles fazem, e bem por isso Ele mesmo mandou o Seu Filho aqui para a terra dar um jeito nessa situação. Ao punir nossas transgressões em Seu próprio Filho, Ele demonstra justiça, perdão, amor e vingança. (1) Justiça precisava ser feita. Um Deus justo não poderia deixar os crimes do mundo passar impunes. [Nós Brasileiros conhecemos muito bem a impunidade e sabemos o quanto ela indigna], a injustiça deveria ser vingada, e foi. (2) Ao satisfazer a justiça em Si mesmo, Ele nos deu uma segunda chance. Podendo escapar da punição do pecado, podemos voltar a Ele sem culpa e sem pecado.
--
A única forma possível de conciliar justiça e perdão é através do sacrifício. Não há outra forma. A justiça sem perdão seria fria e cruel, e por outro lado, o perdão sem justiça seria iníquo e corrupto. Quando se põe Justiça e Perdão temos Sacrifício.
--
Mas reconhecer que Deus ama a todos é somente metade da verdade. Deus ama os homens mas nem todos os homens amam a Deus. E aqui está a questão. Muitos pensam que porque Deus os ama, automaticamente Ele se vê obrigado a salvá-los. Mas isso não é verdade. O fato de eu amar o meu vizinho assassino não quer dizer que eu o convidarei para morar comigo. Se não houver uma mudança radical da parte do meu vizinho ele nunca pisará dentro da minha casa. Mas eu o amo, e estou disposto a esperar o tempo que for preciso para que ele mude de ideia, se arrependa dos seus crimes, busque mudança e se torne meu amigo. Amar significa dar tempo para que a outra pessoa possa responder a esse amor. Deus te ama, e por isso Ele te dá tempo para se arrepender e buscá-lO. Não se engane, Ele não te obrigará a amá-lO, Ele já te ama, e agora espera que você tome a decisão de responder ao Seu amor, de outra forma não pode haver reconciliação nenhuma. Somente quando as duas partes estão dispostas a se acertarem é que pode haver reconciliação. Da parte de Deus está tudo feito, “está consumado”, e agora cabe a nós a outra parte, o arrependimento e a fé.
--
Deus abriu a porta e disse “entrem”, agora entra quem quiser, Deus não arrasta ninguém para o Seu Reino. O fato de Deus ter aberto a porta e dito “entrem” é prova do seu amor e sua preocupação conosco. É isso que Ele fez em Jesus Cristo, através dEle, abriu as portas do Reino para aqueles que quisessem entrar e serem transformados em filhos de Deus.
--
Deus ama a todos, e por isso Ele disse “entra quem quiser”; mas Ele também disse “porém aquele que entrar, seja diferente do que era antes”. Deus está trazendo mentirosos, prostitutas, homossexuais, ladrões, avarentos, beberrões e homicidas para dentro de Seu Reino, e uma vez lá dentro, Ele diz: “Agora, para ficarem aqui, sejam diferentes do que vocês eram lá fora”. Mas sabendo que nós não conseguiríamos ser diferentes pelas nossas próprias mãos, Ele prometeu um milagre: uma nova natureza por meio de um novo nascimento, que Ele mesmo causaria em nós.
--
A oferta de Deus é um tanto quanto tentadora eu diria: problema do pecado resolvido, uma nova vida com uma nova natureza em um novo lar. Ele realmente nos ama.
--
Deus nos ama e nos aceita como somos; porém Ele espera que mudemos. Você não muda para Deus te amar, você muda porque Deus te ama. E o melhor é que você não muda sozinho, você aceita o Espírito de Deus, e Ele, de acordo com a sua permissão e auxílio, vai te transformando de dentro para fora (Os calvinistas devem estar se rasgando as vestes nesse momento) Assim dizendo, você muda as suas atitudes e Deus transforma o seu coração.
--
Então Deus ama os pedófilos? Ama, e muito, e a eles está dizendo “arrependam-se das suas abominações, convertam-se e vivam”. Deus ama os assassinos? Sim, ama, e a eles está dizendo “arrependam-se de seus crimes, convertam-se e vivam”. Deus ama os homossexuais? Claro que sim, e a eles está dizendo “arrependam-se de suas perversões, convertam-se e vivam”. Jesus disse que “prostitutas e ladrões” comerão com Ele no Reino de Seu Pai. Mas certamente essas prostitutas e esses ladrões não se prostituirão nem roubarão mais uma vez no Reino.
--
Assassinos entram no Reino, e param de matar. Ladrões entram no Reino, e param de roubar. Mentirosos entram no Reino, e param de mentir. Devassos entram no Reino, e se santificam. Por que seria diferente com os homossexuais? Saiba isto, que muitas prostitutas e ladrões entrarão no Reino de Deus, mas toda prostituição e roubo ficará de fora. Muitos pecadores entrarão no Reino, mas todo pecado ficará de fora. É por isso que Cristo diz “arrependam-se e creiam no Evangelho”. Saber que Deus ama a todos é apenas metade da verdade; metade do caminho andado, agora devemos nos arrepender e mudar de atitudes enquanto Ele muda o coração.
--
Parece normal de alguns pensar que Deus tem um ódio especial pelos homossexuais. Fique sabendo que não. Deus tem queixas com os homossexuais assim como Ele tem com os mentirosos, pois ambos vivem em pecado e precisam se arrepender. Também me perguntaram se “Deus vai condenar os homossexuais”. Depende. Se por acaso o homossexual for condenado no último dia, não será por ser homossexual, mas por não crer no único Filho de Deus, e por não buscar solução para a sua condição. “Quem nEle [em Jesus] crê não é julgado; o que não crê [em Jesus] já está julgado, porquanto não creu no nome do unigênito Filho de Deus” – Jesus. Também está escrito que “toda árvore que não produz bom fruto é cortado e jogada no fogo”. Uma vez ouvi o seguinte, que o maior pecado é a ingratidão. E é verdade. Pior do que ser condenado por assassinato, é, rejeitar o perdão do juiz.
--
Uma vez um ateu disse “como pode um Deus bondoso e amoroso mandar gente para o inferno?”, no que o cristão respondeu “Como pode um homem rejeitar bondade e amor de Deus?” A segunda pergunta é a real dúvida. Deus não manda pessoas para o inferno, Ele permite pessoas escolherem seus caminhos, mesmo se esses o levarem ao inferno. Quem rejeita amor, bondade, sacrifício e perdão em seu favor deve odiar a vida. Quem não ama a vida merece a morte.
--
Não são as ameaças de inferno que atormentam minha mente, mas sim a minha ingratidão para com Deus. Não é o medo do inferno que me obriga a ser diferente, mas é o amor de Deus que me constrange, e diante de um amor assim, como eu poderia não mudar?
--
Para concluir digo: Deus nos ama muito. Mas amar também significa respeitar decisões, e se a nossa decisão é de rejeitar o remédio de Deus e continuar assim, então Ele respeitará nossa decisão. Só porque Deus te ama não quer dizer que você será salvo. Deus ama os homens, mas nem todos os homens amam a Deus. Deus ama os homossexuais e espera que eles se voltem a Ele em arrependimento e fé, e aquele que fizer isso, terá de deixar sua velha natureza morta na cruz e receber uma nova natureza de Cristo.
--
É um assunto polêmico? É. Mas é muito simples de entender.
--
Guilherme Adriano

Comentários

luca disse…
Amar significa dar tempo para que a outra pessoa possa responder a esse amor.

Só corrigindo guigo, acho que, se não, o pessoal vai ficar meio confuso.

Amar TAMBÉM significa dar tempo para que a outra pessoa possa responder a esse amor.

Eu sei que tu conhece as derivações dessa palavra, só queria deixar claro para não criar idéias contrárias...

paz do senhor irmão... =D
KRÜGER disse…
E quando o problema é genético? Por exemplo os hermafroditas.
luca disse…
Acredito que Deus saiba muito bem como lidar com esses casos, muito melhor que qualquer cientista ou médico bem estudado... Esse caso não cabe a nós julgarmos,cabe ao ser que recebeu essa anomalia... Mas para um homem normal, não existe desculpas para ser homossexual, nem mesmo os que nascem com mais hormônios femininos que masculinos, pois existem muito relatos de homens afeminados casados e muito felizes...

Tomara que eu tenha ajudado...