Descartável



Muitas vezes a perspectiva do cristão para com o sexo parece ser negativa pelo fato de tanta crítica. Não é assim. Somos contra aquilo que se faz na ignorância e no egoísmo e depois se dá o nome de sexo; somos contra o que o mundo chama de sexo. Pois na verdade, quem mais entende e aproveita do sexo são os cristãos. “Recentes pesquisas feitas nos Estados Unidos revelam que casais cristãos tem vida sexual mais ativa e satisfatória do que solteiros e casais não cristãos”- William Lane Craig, professor de filosofia.
--
“Bem sei que alguns cristãos de mente tacanha dizem por aí que o cristianismo julga o sexo, o corpo e o prazer como coisas intrinsecamente más. Mas estão errados. O cristianismo é praticamente a única entre as grandes religiões que aprova por completo o corpo — que acredita que a matéria é uma coisa boa, que o próprio Deus tomou a forma humana e que um novo tipo de corpo nos será dado no Paraíso e será parte essencial da nossa felicidade, beleza e energia. O cristianismo exaltou o casamento mais que qualquer outra religião; e quase todos os grandes poemas de amor foram compostos por cristãos. Se alguém disser que o sexo, em si, é algo mau, o cristianismo refuta essa afirmativa instantaneamente.” - (Cristianismo Puro e Simples, C.S. Lewis)
--
Se a libertinagem sexual fosse uma coisa boa, o mundo seria um lugar mais feliz, mas não é. Se o sexo fosse aquilo que os filmes e as músicas nos apresentam ser, com certeza seríamos mais felizes, mas não somos. O mundo é viciado e escravizado por um conceito de sexo completamente deturpado. Ora, eu não preciso argumentar muito, veja a sua situação; analise a sua vida e julgue-se.
--
Isso [sexo no casamento; com compromisso e exclusivo] é tão difícil de aceitar, e tão contrário a nossos instintos, que das duas, uma: ou o cristianismo está errado ou o nosso instinto sexual, tal como é hoje em dia, se encontra deturpado.” – (Cristianismo Puro e Simples)
--
Portanto as críticas feitas a respeito do sexo, não são sobre o sexo em si, mas sim sobre o conceito errôneo de sexo que o mundo apresenta. Sobre isso escreverei.
--
Mais perigoso do que brincar com aquilo que tira a vida de uma pessoa, é brincar com aquilo que vida a uma pessoa. Sentenciar alguém à vida pode ser pior do que sentenciar alguém à morte.
--
É comum dizer que sexo é apenas uma necessidade biológica ou um passatempo prazeroso, mas isso não é verdade. Eu tenho várias necessidades biológicas, porém nenhuma delas lida com meus sentimentos: Eu não fico sentimentalmente apegado ao cachorro quente que acabei de comer, nem sinto saudades do xixi que acabei de fazer. Também tenho vários passatempos, mas com nenhum deles criei um vínculo afetivo nem muito menos uma dependência emocional. Se sexo fosse apenas algo físico, não envolveria sentimentos e não criaria vínculos afetivos. Toda vez que tentamos transformar um “relacionamento sexual” em um “ato sexual”, perdemos um pouco daquilo que nos torna humanos: a capacidade de amar e de refletir a imagem e semelhança de Deus. Rebaixando o sexo a um mero ato biológico prazeroso, jogamos fora o restinho de humanidade que nos restou.
--
Antes de qualquer outra coisa, o sexo é um relacionamento espiritual (pois envolve muito mais do que apenas dois corpos), íntimo e (loucamente) prazeroso que Deus mesmo criou e deu ao homem como presente, portanto quem sabe mesmo para o que serve o sexo é Ele, e Ele disse que sexo era para tornar o impossível possível: fazer 2=1; tornar dois indivíduos em um só. É a forma mais íntima de “conhecer” o próximo, por isso que deve ser tão exclusiva.
--
O impacto psicológico de uma relação sexual vai muito além do físico. Já falei muito a respeito do sexo nesse blog e não quero ser repetitivo, mas basicamente, sexo não é brincadeira para passar o tempo, é coisa de adulto responsável que sabe o que quer. É coisa de gente que quer amor e compromisso. É algo que só poderia ter saído da cabeça de um Deus bom; sexo é divino.
--
Uma coisa boa, se usada de maneira errada, pode ser ruim. Uma coisa muito boa, se usada de maneira errada, pode ser muito ruim. Uma coisa maravilhosa, se usada de maneira errada, pode ser terrível. Uma coisa divina, se usada de maneira errada, pode ser diabólica.
--
Quem conseguiu desvincular sexo de sentimento e compromisso, perdeu sua humanidade e está a caminho de se tornar uma boneca inflável. Desculpe-me os termos fortes, mas é isso mesmo. Sexo sem compromisso é como comer um rodízio de pizza e sair correndo para não pagar a conta: É divertido, é gostoso, é excitante e envolve muita adrenalina, mas as consequências são tão terríveis que não compensam a diversão.
--
Um psicólogo disse, “O segredo para se ter uma vida sexual incrível é: exclusividade e compromisso”. Vejam só: exclusividade e compromisso. Entendam que esses não são conceitos e ideias minhas, não estou aqui inventando argumentos teológicos para justificar a minha crença pessoal a respeito do sexo, estou apenas repetindo aquilo que os psicólogos, teólogos, pastores, antropólogos e estudiosos sempre disseram. Creia-me que já li e estudei a opinião de muitos nesse assunto, e em geral, a resposta é sempre a mesma (às vezes até mesmo do lado liberal): sexo é bom, aliás, muito bom; claro, se feito da forma certa. E qual é a forma certa?: com exclusividade e compromisso.
--
Sexo pode ser a melhor coisa que você já fez e experimentou na sua vida, ou a pior. Pode trazer alegria e satisfação imensas, ou trauma e sofrimento sem fim. Pode fazer duas pessoas serem uma só, ou deixar uma pessoa estilhaçada em pedacinhos.
--
Há pessoas que demoram mais para escolher um sapato do que para escolher um parceiro sexual. Triste.
--
No mundo aprendemos que o sexo é apenas sexo; que não há nada especial a seu respeito; que é só mais uma necessidade fisiológica, então “apenas faça”. Vemos essa mensagem sendo propagada através de todas as mídias às pessoas de todas idades: A sua novela preferida trata a sexualidade dessa forma, as revistas, os filmes, as músicas, as propagandas, os outdoors...tudo. A mensagem que recebemos do mundo é essa. Por de-sacralizar o sexo tornamo-lo profano. Por tirar sua beleza e seu romance tornamo-lo sujo.
--
Não se engane! Não foram os cristãos que destruíram, estigmatizaram, “sujaram”, bestializaram e perverteram o sexo. Não foram os cristãos que tiraram o romance, o sentimento e o prazer do sexo. Não foram os cristãos que disseram que o sexo é vergonhoso e indecente. Essa culpa é do mundo! Foi o mundo que, ao tirar Deus de cena, fez de um ato divino um ato profano; é quando Deus foi posto de canto pelos seres humanos é que o sexo se tornou a monstro que é hoje.
--
Um Judeu disse, “A religião é a celebração da vida”. Deus não é contra o sexo, foi Ele que criou! O plano dEle para esse relacionamento é um plano de amor, carinho, cuidado, compromisso, alegria, prazer...enfim, o propósito dEle é bom! É o nosso propósito para o sexo que é imundo, egoísta, prejudicial, bestial e vergonhoso.
--
Quando se retira as letras que formam a palavra “Deus” da palavra “Sexo”, na língua Hebraica, restam somente as letras que formam a palavra “Fogo”. Sexo sem Deus é fogo: destrói tudo que encontra; é a morte mais dolorida que existe. Sexo sem compromisso machuca a alma. Se você duvida converse mais com mulheres...tanto a mulher cristã como a não-cristã, ambas “esperam que ele ligue de volta na manhã seguinte”. Sexo sem exclusividade não sacia, vicia. Não desperdice sua sexualidade, não jogue fora a possibilidade de ter uma vida sexual maravilhosa, guarde-se até o momento certo. Está escrito: “Aprenda a possuir seu corpo em honra”.
--
Eu sei que está fora de moda dizer essas coisas, mas “quando ser promíscuo está na moda, os castos ficam de fora” – C.S. Lewis. Quando a moda é ser cafajeste, os cavalheiros ficam de fora. Quando a moda é ser uma prostituta, as mulheres descentes ficam e fora. Quando o prazer físico é mais importante, o afeto e o carinho ficam de fora. Quando a autossatisfação é mais importante, o egoísmo domina o relacionamento é o amor é jogado fora.
--
Busque uma esposa não um órgão sexual; busque um esposo não uma genitália; busque um relacionamento não um acontecimento. Desculpe-me se as palavras fortes chocam, mas esse é o intuito.
--
Jesus está disposto a perdoar toda e qualquer pessoa de todo e qualquer pecado cometido. E com o perdão Ele prometeu dar um começo novo; uma vida nova. E para essa vida nova Ele prometeu nos dar o seu Espírito para habitar em nós e nos transformar em pessoas novas. Com Deus você pode ter um relacionamento duradouro e muito feliz. A caminhada cristã não é fácil, o preço a se pagar pela salvação da alma é doloroso. A fé cristã é para gente decidida. Mas o sofrimento e a contenção têm um motivo: Uma vida cheia de significado e amor; uma vida abundante e plena. Há um ditado que diz, “No pain no gain”, “Sem dor não há ganho”, sem sacrifício não há tranquilidade.
--
Se você é casado, esforce-se a “morrer para si mesmo” e viver completamente para o outro; deem a vida um pelo outro e sejam felizes. Se você é solteiro, espere. Não seja precipitado, está escrito que “aquele que se precipita a tomar decisões erra e paga o preço da impaciência” (parafraseado e adaptado). A sua espera será muito bem recompensada. Quem se faz exclusivo para um, se torna completo com o seu parceiro; quem se entrega a todos acaba não sendo de ninguém.
--
É melhor que no começo você não seja de ninguém, para que no final você seja de alguém. Quem começa sendo de todos quase sempre acaba sendo de ninguém. Guarde-se, fazer as coisas da forma de Deus sempre é a decisão certa, sempre!

Guilherme Adriano

Comentários

Irmão,

acho interessante vc separar suas idéias por tracinhos.

Assim elas não possuem necessariamente uma ligação forte com a anterior, o que não configura necessariamente um texto, mas várias idéias, q podem estar juntas ou separadas.

Da forma como vc escreve, eu poderia, por exemplo, pegar várias destas idéias separadas e usar em pregações

Mt interessante...

Já li Cristianismo Puro e Simples, mas não tinha lido essa frase do Craig, nem a frase do judeu e o lance em hebraico.


Abração,
Fique na Graça!
P.S:

se eu ainda fizesse parte do ministério Sexxxchurch recomendaria essas idéias para lá serem postadas.

Ficou mt bom!


Pena q trocou a liderança e não conheço os novos líderes...


abração,
Fique na Graça!
Brunna disse…
Maravilhoso e esclarecedor esse post.

Às vezes na própria Igreja o sexo é tratado como um tema proíbido, e nós, jovens queremos saber o porque Deus instituiu determinadas regras.

É muito bom saber que o Nosso Deus nos ama nos mínimos detalhes, que até mesmo nas proíbições que Ele nos fez, há amor, há cuidado.

Obg pelo post.

Graça e Paz.