Jesus é o caminho...os crentes são o pedágio!



No meio cristão, a cobiça, a ambição, a ganância e a avareza costumavam ser pecados, hoje são ensinadas como virtudes! O povo de Deus deveria estar ensinando a caridade; consolando, sendo a resposta que o mundo precisa –na verdade, a real e única Igreja, o povo de Deus de verdade, sempre foi assim- ao invés, os supostos pastores, apóstolos e afins; servos do povo, estão ensinando pessoas simples e pobres a serem gananciosas, ingratas e mal-intencionadas; ao invés de incentivar o povo a ser gente de confiança, bons empregados, estão ensinando as pessoas a serem inconformadas e insatisfeitas; a nunca se contentarem com o salário ou o cargo; estão “introduzindo dissimuladamente heresias destruidoras” (amor ao dinheiro) no coração das pessoas, e com isso, fazendo “comércio das almas”.
--
Segundo um irmão meu que saiu de uma denominação chamada Vida Nova conta, ele aprendeu de seu apóstolo o seguinte: “Quando você passar na frente da sala do seu chefe, e ele não estiver lá, entre sem ninguém ver, derrame olho na cadeira do patrão, estenda as suas mãos sobre a cadeira dele e declare que o lugar será seu!”. “Se Deus te colocou em uma empresa faz pouco tempo, nem desfaça suas malas, pois o seu lugar não é ali, é na diretoria”. Vocês percebem o problema teológico desse ensino?
--
Esta doutrina: Sonhe, imagine, declare, concretize; determine e serás restituído, é a mensagem que todos querem escutar: Deus quer que você seja rico! Como então esses lugares não estariam cheios? Ora, se o homem é ganancioso por natureza, como não poderia ficar encantado com essa mensagem? Quem não gosta de ouvir que “foi criado para ser cabeça”, ou “que filho de rei é príncipe”. Ora, todos!
--
Como um pregador americano, Paul Washer, deu o exemplo: “Imagine-se dizendo para uma pessoa gananciosa o seguinte: Jesus te ama e tem um plano maravilhoso para sua vida, venha conhecê-lo!”, a pessoa provavelmente pensaria: “Jesus me ama? Incrível, porque eu também me amo! Ele tem um plano maravilhoso para minha vida? Que coincidência, eu também tenho um plano maravilhoso para minha vida! Quer dizer que a minha vontade é a vontade de Deus? Puxa vida! Eu devo ser muito abençoado mesmo!”.
--
Ao invés de dar a solução, os evangélicos se tornaram o problema. Tenho amigos donos de empresa que dizem que “crente é o pior tipo de empregado, vive reclamando e se sentindo injustiçado”. Oh bênção!
--
Por isso digo que a esmagadora maioria dos evangélicos simplesmente não pode ser filho de Deus; não pode, há algo de errado. A natureza de que Cristo falou não condiz com muitas doutrinas cristãs evangélicas. Ainda ontem visitei a Universal do reino de deus, e o que ouvi não foi o evangelho, mas o “pastor” incentivando o povo a dizimar e ofertar, pois, segundo suas próprias palavras, “deus abençoa aquele que se mantém firme em seus propósitos...e agora passaremos recolhendo as ofertas”. Como o próprio Edir Macedo disse em um vídeo solto no youtube: “pense no que você quer que Deus te dê, e então sim faça sua oferta.....oferta de sacrifício específico”.
--
Um dos maiores problemas com a teologia da prosperidade –doutrina ensinada em muitas igrejas neo-pentecostais- é que ela alimenta a ganância do homem. Segunda tal doutrina, você tem o direito de ser restaurado de tudo aquilo que o diabo te roubou. Há! Se de fato Deus fosse nos restituir de algo, dar de volta o que é nosso por direito, Ele nos restituiria a nossa culpa e devolveria nosso pecado, pois é a única coisa de que o homem é indiscutivelmente merecedor.
--
“Declarar” e “exigir” são dois verbos vinculados a uma posição de autoridade, então como eu, na condição de ser humano caído, terei a autoridade de “exigir” algo de Deus ou cumprir com o meu decreto? Só se declara aquilo que se pode cumprir, certo? Se você hoje declarar “em nome de jesus” que você nunca mais ficará doente, você terá o poder de cumprir tal decreto? A única coisa que crente deveria declarar é o imposto de renda!
--
Filho de Deus não “declara” nem “exige”, mas “suplica” e “pede”! Houve um que um dia declarou ser maior que Deus, e que tomaria seu trono à força; o seu fim foi muito desagradável.
--
Em verdadeiros filhos de Deus você não vê ganância, ambição ou qualquer apego ao material. Desculpe, mas simplesmente não há nenhum, se ainda há algo assim em você, repense a sua fé!
--
Quando um filho de Deus trabalha, ele não trabalha para “ter”, ele trabalha para “ser”; ser uma bênção para alguém; ser alguém digno de confiança; quando filhos de Deus trabalham, trabalham em prol da vida! Leiam as cartas de Paulo e os Evangelhos e me diga que não é assim! Não estou dizendo que Cristão só trabalha para dar esmolas. Não! Está bem claro que “o trabalhador é digno do seu salário” e “que todo homem coma, beba e goze do fruto do seu salário, pois isso é dom de Deus”. O problema é quando os cristãos começam a “comer e beber” a comida do outro, achando que o seu salário é para somente para satisfazer suas vontades.
--
Há um dado, apresentado pelo documentário “Home”, que retrata bem o que quero dizer: “80% dos bens da terra são consumidos por 20% da população mundial.”
--
Filho de Deus trabalha, e trabalha muito, e usa o seu salário em prol da vida; o quero dizer com isso não é dar esmolas, mas patrocinar vida, no sentido de que, o que faz, faz para ver a vida acontecer; das coisas que desfruta, desfruta à luz das escrituras e na plena consciência da presença do Espírito, fazendo com que o seu salário dignifique a sua vida e a dos outros. (Leia o post “$”). “Aquele que trabalha e semeia para a carne, para carne colherá, aquele que trabalha e semeia para a glória de Deus, dela desfrutará”. Há um tremendo engano no meio cristão a respeito do trabalhar para o Reino de Deus. Muitos crêem que trabalhar para o Reino é dizimar o seu salário e trazer pessoas para a igreja. Errado, em todos os aspectos! Jesus Cristo deixou bem claro o que é trabalhar para o Reino, aliás, repetiu três vezes em uma conversa com Pedro! Ele disse:
------Apascenta!
----Pastoreia!
--Cuida!
--
Com o que ganhamos devemos desfrutar, pois “isso é dom de Deus”, mas lembre que você não é a única que pessoa que tem necessidades e vontades. Cuide para não comer a comida do seu próximo e dizer que foi fome; desfrutar do sustento do outro e dizer que foi necessidade. Há um limite; há uma linha que separa o “desfrutar” da “gula”. Reaprenda a trabalhar, a gastar seu tempo e seu dinheiro. Aprenda a trabalhar em prol do Reino (não o do Edir Macedo, o de Deus).
--
Só pessoas que amam as trevas podem ensinar a “investir” no Reino. “Plante dez na expectativa de receber dez vezes mais”; só um filho de satanás para ter a coragem de dizer isso. Não se investe no Reino, se doa para o Reino. Só homens completamente afogados de trevas conseguem subir em um púlpito e dizer: Tenha ambições, sonhe, peça, determine, declare, a bênção está aí! Só alguém que não tem o Espírito Santo consegue santificar um pecado; chamar o doce de amargo, o mal de bem; a cobiça de virtude!
--
Introduzir a cobiça no coração dos fiéis através de doutrinas que não são bíblicas é obra de satanás (e ele agradece)! Ensinar o homem a cobiçar os bens do próximo é digno de apenas um termo: Anátema!
--
O seguinte perfil é de um pastor evangélico que encontrei no Orkut: “Um homem temente a Deus e pregador das boas novas, do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo................EU PROFETIZO EM SUA VIDA AGORA;...........Ainda que tudo pareça escuro e sombrio em sua vida, não deixe jamais de sonhar. Ainda que você esteja "coxo" ou "aleijado" de suas expectativas, não deixe de sonhar. Ainda que você esteja no esquecimento ou numa vida de ostracismo, não deixe de sonhar. Ainda que você esteja numa "Lo-Debar", ou na terra do silêncio, sem mesmo ouvir uma promessa que lhe traga esperança, não deixe de sonhar. Ainda que você esteja num momento em que os fantasmas do passado lhe atormentem, não deixe de sonhar. Lembre-se, o sonho é o combustível que alimenta a chama da esperança. E no céu, o grande Deus se mobiliza para fazer seus sonhos reais. Sinta agora em Cristo, seus sonhos renascerem. Este é o ano da RESTITUIÇÃO dos seus sonhos e projetos!” (Agora volte e leia novamente, prestando muita atenção ao que está escrito!) – Só um filho do diabo prega algo assim! Uma mensagem assim põe o homem no lugar de vítima e Deus no lugar de culpado por ter deixado o diabo tirar nossas bênçãos!
--
Só no meio de um povo perverso para chamar a ganância e a avareza de virtude!
--
A pergunta que me faço é: Como pode alguém ainda ter ambições depois de ter morrido na cruz e agora viver através do Espírito daquele que pregou contra tais coisas?
--
Se eu estiver biblicamente incorreto, e de fato Jesus era rico, por favor, expliquem os seguintes versículos:
--
“São assim as veredas de todo aquele que usa de cobiça: ela põe a perder a alma dos que a possuem.”
--
“As riquezas de nada aproveitam no dia da ira.”
--
“Quem confia nas riquezas cairá”
--
“Aquele que tem olhos invejosos corre atrás das riquezas, mas não sabe que há de vir sobre ele a penúria.”
--
“Não acumuleis para vós tesouros sobre a terra...”
--
“Ninguém pode servir a dois senhores...Não podeis servir a Deus e às riquezas.”
--
“...porém os cuidados do mundo e a fascinação das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera.”
--
“É mais fácil um camelo passar por um buraco de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.”
--
“As riquezas que seus donos guardam para seu próprio dano.”
--
“Quem ama o dinheiro jamais dele se farta.”
--
“...os injustos não herdarão o reino de Deus...nem os ladrões...nem os avarentos.”
--
“...o avarento, que é idólatra.”
--
Jesus diz em uma passagem, que uma das coisas que destrói o homem e que vem do seu coração é a “avareza”.
--
Jesus diz: “A vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui.”
--
“Ai deles!...movidos por ganância, se precipitaram no erro de Balaão.”
--
“O amor pelo dinheiro é a raiz de todos os males.”
--
Ambição, ganância, cobiça, avareza; virtudes? Só na sinagoga universal do reino do diabo.
--
Guilherme Adriano
--
Edir Macedo - Fundador da igreja Universal do Reino de deus.

Comentários

Flávio disse…
"Quanto mais "eu", menos Deus" (Willian Law)

Gostei muito do texto, irmão :)

Obrigado :)
Tiago disse…
Há algum tempo venho acompanhando seu blog,irmão.
E concordo com tudo o que você têm escrito aqui;

Uma certa feita no templo onde congrego,foi entregue um pedido de oração,em que você teria que depositar uma oferta...
Quando reparei no verso do panfleto estava escrito:

"A sua OFERTA(escrito em vermelho)
irá destruir as muralhas!"

Puts,senti uma tremenda vergonha alheia,e me livrei do tal pedido.
Também fiquei chateado,pois julgava que a denominação que eu frequentava era uma "igreja" séria.

Mas enfim...continue com esse trabalho que está abrindo os olhos de muita gente.

Que Deus continue te abençoando.
Josiel Dias disse…
Olá meus irmãos; Graça e Paz.

Vivemos os últimos dias da igreja nesta terra, onde o ódio e a depravação tem se apoderado das vidas. Resta-nos uma esperança; a volta glorioso de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Cabe também a nós servos de Deus anunciar o evangelho de Cristo para salvação da alma.Blog's como estes, cada vez mais serve de ferramenta para fazer-nos crescer na graça e no conhecimento. Como sempre falo: Aprendendo uns com os outros crescemos na graça e no conhecimento.
Gostaria de compartilhar "Mensagem Edificante para Alma"
http://josiel-dias.blogspot.com/

Josiel Dias
Cons Missionário
Congregacional
Rio de Janeiro
Josiel Dias disse…
Olá meu querido irmão Graça e Paz.

Cada vez mais somos confundidos como hereges, ladrões e etc. Eu concordo com quase tudo escrito por você. Gostaria apenas de esclarecer, que nem todos os "crentes" compactua com esta prática da prosperidade e atitude. Aliás eu odeio a teologia da prosperidade!, De repente os irmãos digam: Odiar não é de Deus, mas eu pessoalmente não encontro outra palavra neste exato momento para digitar. Jesus nunca prometeu riquezas a ninguém. Não vemos isto na bíblia em parte alguma, onde eu tenha que doar para receber. Agora devemos concordar que a oferta os dízimos são necessariíssimo na obra de Deus. Como ficará a nossa igreja se todos os membros não ofertarem? Como pagaremos água, luz, telefone e etc?
Infelizmente, alguns "pastores" usam textos isolados e forçam a barra em cima do povo sem condições. Todos darão contas a Deus de suas obras, sejam boas ou más. Nem todos que dizem Senhor, Senhor, entrarão no meu Reino. Palavras de Cristo.
Senhor, em teu nome curamos os enfermos, fizemos maravilhas. Apartai-vos de mim malditos, vós que praticais a iniqüidade.
Não podemos generalizar, pois quando o irmão diz que os crentes são os pedágios. de uma certa forma diz que “todos são”, e sabemos quem nem todos concordam com tais praticas.

Deus abençoe sua vida seu ministério.

Josiel Dias
http://josiel-dias.blogspot.com/
Cons .Missionário
Congregacional
Rio de Janeiro
Anônimo disse…
É para a manutenção da estrada que fez o nome Jesus chegar aos ouvidos de muitos.

Quer dizer excluindo todo abuso que vejo por parte de muitos evangélicos, que "abrem um ponto" em qualquer lugar, com uma bíbilia debaixo do braço e fazem seus shows de bizarrices.

Já igreja Católica é uma instituição unida, coerente e como qualquer outra precisa de dinheiro para pagar suas contas e se manter, se possivel expandir-se em nome da palavra, que diferente de um pastor de esquina, um padre é alguem formado, que realmente conhece a bíblia para ensinar sobre aos leigos.

Quer dizer as pessoas ignoram esse ponto e acham que a Jesus se espalha como gripe. ¬¬
Anônimo disse…
esse lance anti-capitalista é algo que se espalho a tal ponto que o dinheiro e seus derivados são completamente sujos e não prestam, pensem bem, a alternativa a essa sistema meus amigos é o socialismo e lhes digo claramente, socialismo não tolera muito religião, o estado toma posse de tudo, sensural geral, muito cuidado antes de vir com qualquer discurso anti-capitalista, qualquer instituição precisa de dinheiro para se manter, os abusos devem ser denunciados, mas não se enganem com essa corrente atual anti-capitalista no mundo, deem graças a Deus de ainda viverem em um sistema livre !
Guilherme disse…
A alternativa de Jesus ao capitalismo não é o socialismo, e sim o Reino de Deus...um sistema de governo/econômico à base do sacrifício das nossas vontades em favor à necessidade do irmão. O Reino de Deus é o sistema dentro do sistema, sempre. Se encaixa em qualquer sistema, porque sua moeda é a caridade, seu governante é o Senhor e sua Lei é o amor. Meio utópico, mas tem funcionado. Não sou contra o capitalismo, e sim contra a ganância. Jesus não denunciou o sistema, e sim as pessoas que faziam parte dele. Jesus pos o problema nas pessoas e não no governo.

Olha, não ficaria tão empolgado com respeito aos padres...acho difícil permanecer católico depois de conhecer a história da igreja, dos padres e dos papas. O catolicismo é completamente pagão e o vaticano é pior que os crentes na questão dinheiro.