Nem mais o sexo!


Hoje fui levar meu amigo para cortar o cabelo, e enquanto esperava, fiquei folhando umas revistas, dessas de cabeleireiros, em uma delas e passei os olhos por cima de um artigo que falava sobre a preferência sexual dos homens e, principalmente, das mulheres.

Então...

O artigo era divido em porcentagens de preferências, e alguns testemunhos de experiências.

E dizia que:

Uma "certa porcentagem" de mulheres, tinha vontade de ser amarrada durante o ato e de usar utensílios que estimulassem o prazer... outra porcentagem de ser tratada como prostituta... outras gostam de transar em lugares públicos.... enquanto isso, uma grande porcentagem dos homens, heterossexual, gosta de ser estimulado pelo ânus.

E a revista ainda trazia uma reportagem à parte dando dicas de como perder o preconceito machista e incentivando os homens a serem adeptos dessa prática "tão prazerosa".

Entre outras "fantasias" e "loucuras" sexuais.

O que podemos concluir disso? Que o sexo não é mais o suficiente! Ir para cama com alguém não é mais o bastante, agora tem de ser isso e alguma loucura a mais, pois o prazer do sexo não é suficiente.

Homem e mulher, pênis e vagina, não são o bastante.

Mas não é só com o sexo, é com tudo, esse problema de insatisfação do homem abrange todas as áreas de um indivíduo, mas é na sexual que ele se torna grotesco, ao ponto de levar as pessoas a se deitarem com animais e bebês.

Alguém insatisfeito e sem freio deve parar por quê? Então ele come, mas nunca está satisfeito, então come mais, morre de ataque cardíaco e culpa Deus por não curá-lo. Bebe, mas não consegue esquecer as mágoas, então se embebeda, ganha uma coragem a mais, sai de carro, atropela uma criança e culpa Deus por não proteger os inocentes. Ri, fuma e se diverte, mas não consegue alívio nem paz, então apela às drogas para proporcionar alívio imediato, torna-se dependente químico, viciado, e culpa Deus por não se importar com ele. Viaja o mundo todo, mas se sente enclausurado pela rotina diária, não consegue se aquietar. Transa todos os dias com diferentes pessoas, mas nunca está saciado, então busca outras alternativas, modos de intensificar o prazer de cada sensação, mas o que não percebe é que nessa busca pelo prazer sublime, torna-se cada vez menos humano e cada vez mais parecido com uma besta, uma anomalia, com Satanás.

O homem foi criado para viver com Deus, portanto viver sem Ele é viver com um buraco gigante dentro de si, e na tentativa de sermos completos, nós nos enchemos de prazeres, achando que esses prazeres encherão o "vazio existencial" da alma, mas não enchem, porque esse buraco é grande demais, é tão grande que Deus cabe nele, então por mais que você tente colocar qualquer coisa que não seja do tamanho de Deus, não vai preencher.

Mas existe um jeito de comer e se sentir satisfeito, beber e não ter mais cede, se divertir e não se arrepender, de transar e se sentir saciado e completo, o jeito é fazer todas essas coisas na presença do inventor delas mesmas, é trazer o Senhor para ser participante de todas as suas atividades. A bíblia diz que o que fizer, faça para a glória de Deus, o que fizer, faça dando graças, o que fizer, faça para glorificar a Deus com o corpo.

Portanto há um jeito certo de fazer todas as coisas, o sexo é maravilhoso; a sexualidade entre homem e mulher é um presente imensurável que Deus deu ao homem, que não somente torna duas pessoas uma, mas ainda tem a capacidade de coroar esse relacionamento íntimo e perfeito, de total entrega, com uma vida sendo gerada, para que o amor que existe no casal, possa ser passado para essa nova alma, mas esse mesmo presente, a sexualidade, longe dos olhos de Criador, é o motivo maior de destruição do ser humano.

Usado do jeito errado, a sexualidade é um dos piores castigos, uma maldição, que escraviza, vicia e tortura a mente dos homens, obrigando o homem a agir por instintos, não dando trégua, nem de dia nem de noite, forçando a pessoa a ter pensamentos que ela não quer ter, que se pudessem ser vistos pelas pessoas ao seu redor, seriam motivo de homicídio e de inimizades. O homem/mulher que permite ser guiado pelo seu apetite sexual negligencia a dádiva da razão e adota um estado mental inferior ao de um animal.

O mais incrível e assustador, ao ler o artigo, não foi a reportagem em si, mas foi ver a bíblia acontecendo/se cumprindo ao lembrar do primeiro capítulo de romanos, onde diz que o juízo de Deus, não começa com a destruição do indivíduo, mas sim com Deus largando mão, parando de conter as vontades da pessoa, deixando ela trilhar o próprio caminho e se destruir, é como se Deus dissesse: Tudo bem, já que você quer tanto fazer isso, faça, já que essa sua vontade vale mais do que a sua alma, vá fundo, mas, fique ciente de que há consequências, e como todo homem responsável, esteja disposto a arcar com elas.

Leia com atenção o que o verso diz:

24 Por isso, Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si;
25 pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém!
26 Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza;
27 semelhantemente, os homens também, deixando o contacto natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro.
28 E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes,
29 cheios de toda injustiça, malícia, avareza e maldade; possuídos de inveja, homicídio, contenda, dolo e malignidade; sendo difamadores,
30 caluniadores, aborrecidos de Deus, insolentes, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais,
31 insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia.
32 Ora, conhecendo eles a sentença de Deus, de que são passíveis de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem. (Romanos 1. 24-32)

Esse texto me assusta, e muito!

--------
(Quero rapidamente abrir um parênteses para explicar algo. Esse texto é muito usado para promover a homofobia, não estou fazendo isso aqui, sou contra homofobia, a bíblia deixa bem claro que homossexualismo é pecado de aberração, mas ao mesmo tempo nos ensina a tratar homossexuais com amor, pois nosso papel não é julgar e condenar a pessoa, mas tratar todos como Jesus trataria, e ao mesmo tempo, aconselhar/exortar e condenar o PECADO da pessoa, para que ela enxergue seu erro, se arrependa e encontre a Cristo, e para isso, não precisa ser estúpido. Dedicarei um outro post para esse assunto.)
--------

Há um jeito certo de usar o corpo, e não há segredo nenhum, o jeito é fazer TUDO ciente de que Deus está olhando, se importando e aprovando.

Não há segredo, nem grandes esquemas, é simples assim, quando você faz todas as coisas na presença daquele que as criou, você perde o medo de estar fazendo a coisa errada, e assim, vive sem culpa.

Somente através da vida restaurada que Jesus nos dá, é que você pode desfrutar das coisas corriqueiras da vida, comer, beber, conversar, rir, tocar um instrumento, praticar algum esporte, sabendo que o Deus Pai, Criador de todo o universo, está olhando para você e te abençoando.

E quem nos ensina a ter um relacionamento assim com Deus? Jesus Cristo! Não somente Ele é o nosso Salvador, Redentor, Ele também nos ensina a viver. Os 4 evangelhos da bíblia, Mateus, Marcos, Lucas e João, nos trazem a vida de Jesus por escrito, como exemplo a ser seguido.

Conclusão

A morte eterna é o que todos merecem, pois todos pecaram e carecem de Deus, mas Ele fez cair a nossa condenação sobre seu próprio filho, por quê? Porque Ele amou o mundo! Portanto aqueles que creem em Cristo Jesus, já não estão mais em dívida com Deus, pois em Jesus, morreram e ressuscitaram, e sobre esses não há mais condenação, somente a vida eterna aguardando.

Com Jesus, a satisfação é completa. Doido é quem recusa!

Comentários

L.P. Faustini disse…
Isso é a mais pura verdade. E outra coisa que você podia mencionar: o comércio feito com tais coisas (sex shops por exemplo) que deixam o indivíduo ainda mais solitário. Buda já dizia que viver é um eterno sofrimento porque somos conduzidos por nossos desejos e quando o alcançamos sempre queremos mais, fazendo nos sofrer e sempre adiar a felicidade (isso vale para sexualidade, para o dinheiro, para o poder, para a gula). E dizia que para sairmos desse ciclo vicioso e vivermos em nossas plenitude temos que saber controlar nossos desejos ou até mesmo evitá-los.
Anônimo disse…
Este texto vem de encontro com uma reportagem que li recentemente. Trata-se de um perfume com a função de despertar o apetite sexual do homem (ainda que a mulher não seja "atraente"). E conta de um cara que caiu nessa experiência, que durante uma festa foi fisgado por uma mulher que não conhecia e em quem ele não enxergava nada de interessante, mas após inalar aquela fragrância só pensava em uma maneira de levar a mulher para a cama. Resumindo, conquistar uma pessoa pelo caráter dá trabalho, se a aparência não estiver de acordo com os altos padrões da sociedade então, pode ir para o final da fila. Esse é o mundo no qual vivemos e cada um de nós tem em si o potencial de se tornar a coisa mais abominável e superficila distante de Deus.
Gostei do texto, que Deus continue te abençoando...
[denise abramo] disse…
...nenhum problema em usar alguns brinquedinhos ou fazer carinho em qualquer parte do corpo, desde que seja de livre consentimento. ânus, inclusive. qual o problema, irmão? o que importa não é o prazer, também? ou será que ainda mantemos as concepções medievais de que o sexo é só pra reprodução (e, mesmo que não seja, deve ser feito só do jeito que é para a reprodução?) por favor, né.
::
Brunna disse…
Gostei do post, entendi o q quis dizer. Vc não condenou o q as pessoas fazem nos seus momentos de intimidade, masalertou de como o ser humano está insaciável pela busca de prazer... Parece que não tem fim, isso é justificável, els tentam preencher o vazio, a falta de uma amizade com Deus com coisas que nunca o preencherão.

Sexo pode sim ser divertido, mas deve ser debaixo da benção de Deus, no casamento, deve ser fruto de amor e compromisso com o parceiro.

Sds.